Para um mundo cada vez mais conectado – e com empresas ansiosas em aproveitar o melhor das novas tecnologias sem desperdiçar recursos – a resposta da SAP está na ponta da língua: Leonardo Digital Innovation System.

A plataforma é a grande atração do Sapphire 2017, que acontece essa semana em Orlando (EUA) e, claramente, está no centro da estratégia da multinacional para os próximos anos.

Se a ideia ousada comprovar a sua efetividade nos clientes no médio e longo prazo, a SAP pode estar iniciando uma verdadeira revolução. Isso porque, a solução incorpora e promete conseguir integrar todas as tecnologias do mundo novo, como Big Data, Machine Learning, Analytics, Internet das Coisas (IoT) e Blockchain. Impossível? Não é o que pensa o CEO da SAP, Bill McDermott. “O SAP Leonardo será ainda maior no futuro”, projeta, otimista.

Lançada oficialmente em março, a plataforma recebeu novas funcionalidades, que foram apresentadas para os cerca de 30 mil participantes do evento. A expansão envolve novas capacidades de software como o SAP Leonardo Machine Learning Foundation, um conjunto de novas aplicações de aprendizado de máquinas para funções corporativas que vão desde o faturamento ao atendimento ao cliente e retenção. Outra novidade é o SAP Cloud Platform Blockchain para a construção de extensões de aplicativos e novas soluções usando a tecnologia.

A empresa também está integrando as capacidades do SAP Leonardo com suas aplicações existentes e oferecerá serviços para desenvolvedores e parceiros criar seus próprios aplicativos personalizados suportados por uma rede de Centros Leonardo localizados em diversos países. Um deles ficará no Brasil, mais precisamente no SAP Labs Latin America, em São Leopoldo.

“Estamos introduzindo novas funcionalidades para acelerar de forma dramática a experiência dos nossos clientes e aumentar a sua eficiência”, relata Bernd Leukert, Member of the Executive Board of SAP SE, Products & Innovation.

Um dos grandes diferenciais é que os clientes poderão acessar qualquer dado a partir deste ambiente, em tempo real e com conectividade com todas as tecnologias. “Leonardo não é um sistema, é a fundação para construirmos um novo estilo de aplicações e serviços. Não pegamos os dados de algum lugar e transformamos em algo inteligente, como algumas companhias do mundo estão fazendo. Com essa solução, tudo acontece dentro da nossa plataforma”, explica o co-fundador e Chairman do Supervisory Board da SAP, Hasso Plattner.

A Votorantim gostou do que viu. O CIO da empresa, João Donizetti, participa do evento e, quando retornar ao Brasil, pretende aprofundar conhecimento da solução. “Integrar tantas tecnologias é algo bem complexo, por isso o Leonardo nos chamou tanta atenção. Não descarto, inclusive, a adoção imediata”, afirma.

O conglomerado com atuação nas áreas de cimento, celulose e energia, entre outros, faz uso intensivo da tecnologia, como IoT, Analytics e Realidade Aumentada. As soluções da SAP estão presentes em todas as empresas do grupo Votorantim – são 13 mil usuários das soluções da multinacional de software. “Sabemos que a transformação digital é decisiva para a continuidade dos nossos negócios. Sem isso, não sobreviveremos aos próximos 100 anos”, afirma.

O presidente da SAP Latin America e Caribe, Claudio Muruzabal, diz que o SAP Leonardo está levando o conceito da transformação digital a novo patamar, na medida em que irá ajudar as empresas a abordar de forma eficiente as tecnologias digitais para melhorar produtividade. É um sistema integrado que faz uso intensivo das tecnologias emergentes para gerar valor exponencial das empresas”, analisa. – Jornal do Comércio

Fonte: Jornal do Comércio RS