Receita total do mercado Plataforma como serviço está prevista para atingir US$ 20 bilhões em 2019

Quase metade das atuais ofertas de serviços de plataforma como serviço (PaaS) estão efetivamente na nuvem, de acordo com o Gartner. Atualmente, segundo o instituto de pesquisas, existem mais de 360 fornecedores em 21 segmentos de mercado, oferecendo mais de 550 ofertas de PaaS. Quarenta e oito por cento dessas ofertas são apenas em nuvem. Nem um único fornecedor está presente em todos os 21 segmentos, e 90% deles operam apenas em um único segmento de mercado de PaaS.

“Os líderes de negócios e tecnologia estão mudando para investimento estratégico em computação em nuvem”, disse Yefim Natis, vice-presidente de pesquisas e analista do Gartner. “A computação em nuvem é uma das principais forças disruptivas nos mercados de TI que está ganhando o mainstream”.

“Embora muitas organizações prevejam uma retenção de longo prazo da computação local, os fornecedores de quase metade das ofertas da plataforma em nuvem apostam no crescimento predominante das implantações na nuvem e optaram pela entrega mais moderna e eficiente das suas capacidades apenas na nuvem”, comento. Natis. É por isso que os gastos em TI para ofertas baseadas em nuvem superarão os gastos com ofertas de TI sem nuvem até 2022, de acordo com o Gartner.

A receita total do mercado de PaaS está prevista para atingir US$ 20 bilhões em 2019 e ultrapassar US$ 34 bilhões em 2022, de acordo com a última previsão do Gartner. Nessa mudança para a nuvem, o banco de dados e os serviços de plataforma de aplicativos representam os maiores segmentos de mercado, com os serviços de Blockchain, Digital Experience, Serverless e Inteligência Artificial/Machine Learning (AI / ML) como os mais novos.

Fonte: CIO